• Jan Santê

O REPÓRTER FOTOGRÁFICO NO ESPORTE.


O documentário Sportv Repórter enfatiza que o fotógrafo tem que conhecer o esporte que ele está fotografando, tanto a parte técnica, para saber direcionar seu foco nos momentos de valor, quanto no campo, para poder posicionar melhor seu equipamento e verificar se toda estrutura está em perfeita ordem. Como o futebol é muito dinâmico, pois nunca se sabe quando será feito o gol e para que lado o jogador vai comemorar, é preciso ter agilidade e atenção para não ser surpreendido. Um segundo pode contar uma história e um segundo perdido é uma história não contada.


Em outros esportes mais radicais exige-se um maior esforço físico e criativo do fotógrafo, pois além de registrar o momento é preciso compor melhor o cenário para que a foto tenha um valor diferenciado.

Ressalta-se o fato de que a transição da fotografia analógica para a digital, tenha banalizado consideravelmente a profissão do fotógrafo, pelo fato de qualquer pessoa que tenha uma câmera ou celular se autodenomina Fotógrafo. Mesmo que isso seja uma verdade, não podemos esquecer o real valor dos profissionais com conhecimento técnico e prático, e da agilidade de se registrar um fato até a sua noticialidade. Outro ponto positivo mencionado no artigo: Fotojornalismo Esportivo: a influência da televisão na imagem impressa, onde ressalta a importância dos avanços tecnológicos no que diz respeito a qualidade da fotografia digital, a agilidade nas atuais câmeras e suas lentes claras, permitindo ainda, um trabalho com maior qualidade e resolução.


Fato interessante é que o jornal diário Lance, em muitas páginas, editaram para que o espaço destinado às imagens fosse maior ou igual ao ocupado pelo texto e em muitas páginas, o espaço transfere-se o recorte televisivo para as fotografias, o registro da cena em quadro cheio destacando os detalhes. Além da qualidade da notícia, seu layout permite uma contemplação maior ao registro fotográfico.

Sem dúvida que o esporte aliado a mídia apresenta-se sob forma de espetáculo, mas o que o fotojornalismo proporciona ao expectador apaixonado, a televisão não consegue oferecer, que é o momento da expressão da dor ou da alegria, ver o momento crucial do esportista e tentar entender o que aconteceu no seu íntimo naquela fração de segundos de sua vitória ou derrota.


Jan Santê

2 visualizações

Jan Santê © 2020. Todos os direitos reservados.

  • Instagram - White Circle